Bolo de Cenoura com Café preto.

Bolo de Cenoura com Café preto.

domingo, 31 de março de 2013

Bolo de Cenoura.

A Espanha em férias por causa da Semana Santa, aqui em casa foi dia de fazer Bolo de Cenoura. Na real, o bolo foi feito na Quinta Santa, primeiro dia do feriado no Brasil, mas quarto dia das férias de primavera espanhola. Resolvi pelo bolo de cenoura por dois motivos. O primeiro porque estava com a geladeira cheia de cenouras para ralar e comer no almoço. Tive receio de que, se não acabasse com elas, elas poderiam apodrecer. Daí, que a ideia do Bolo pareceu providencial, para a minha necessidade de consumo imediato. Depois, porque tem dias que estou com uma necessidade doente de cenoura e encontrei um outro jeito de ingeri-las diariamente. Porque no final, acabei com as cenouras da semana anterior, mas para essa semana já comprei mais. Como eu acredito que o corpo fala... é certo que preciso de Vitamina A na minha dieta! Daí, que vamos dar vazão às necessidades corporais! Segue o passo a passo da Receita.

Porém, no fim, sem querer, fiz uma homenagem à Páscoa brasileira, se pudermos dizer que foi uma homenagem. Afinal, no Brasil, Páscoa é sinônimo de Ovos ou Coelhinhos. Daí, que a receita junta, num feriado especial aos brasileiros, as matérias-primas da comemoração: cenoura e chocolate.

Um detalhe. Nesse dia, em específico, estava sem internet e não achei meus arquivos de receita mais antigos. Ou seja, não poderia consultar on line, qualquer receita, inclusive as minhas que estão nesse blog, nem minhas pastas, que certamente, estão no computador da minha mãe. A consequência disso é que tive de fazer de cabeça. Mas vamos lá.



 Essa foto aqui é de como o Bolo ficou ao final!


Cenoura ralada.
Ovos.
Chocolate.
Fermento.
Leite.
Óleo.
Açúcar.
Farinha de trigo.


Não vivo sem café, então, antes de começa qualquer coisa, "uma xícara, por favor".


Canela é uma dessas especiarias, que existe na Europa, desde o início dos burgos, na Era Medieval. Tem muitas serventias, uma delas esquentar. Bom, emagrecer também. Eu queria todas essas qualidades, mais o aroma e o sabor dela no café.


Cenouras raladas. Usei três.
Havia comprado cenouras raladas prontas, caso as que tinha em casa não fossem suficiente. Foram e não usei o pacotinho.


Acho que foram três xícaras de Farinha de Trigo.
Peneiradas.


Eu nunca entendo porque essas fotos saem diferente da forma como eu as anexo... Como eu não entendo de nada de computador, elas ficam assim.
Queria dizer que foi um pacotinho desses, de fermento.
Uma coisa interessante é que no verso de cada um desses pacotinhos tem um receitazinho legal.
Nesse aí, tem Tortilhas de Berinjela e Queijo. Acho que farei isso no fim de semana que vem...
Sou louca por Berinjela.


Bom, eis que Fermento, Farinha e leite ficam assim.


Havia colocado somente uma xícara.
O leite foi de sola.
Venho evitando o de vaca.


Meia copo de óleo.
Usei oliva porque não tinha outro.


Coloquei um pouco mais de leite porque achei que a coisa estava farinhosa demais.
Ao todo, foram um copo e meio de leite de soja.


Dois ovos.
Tem gente que usa mais, mas procuro evitar o colesterol ruim :D
Coloquei tudo de uma vez, clara e gema, me preocupando de retirar aquela pelezinha que dá o gosto de ovo na comida.


E eu mexi, alegremente, até colocar meia xícara de açúcar.
Ninguém quer doce açucarado, não é mesmo?


Esse foi o chocolate que usei. Não achei em pó, então ralei.

Meia barra ralada.


Antes de acrescentar o chocolate, coloquei as cenouras.
E continuei a mexer tudo alegremente.


Bom, chegou a hora de fazer a calda de chocolate.
Coloquei meio copo de leite para ferver.


Enquanto isso, bolo vai para a fôrma.
Tá tudo laranjinha!


Coloquei o chocolate ralado para derreter e aos pouquinhos consegui uma boa coloração.
Do jeito que eu queria, claro.


Ficou quase um brigadeiro, de ladinho...


Acrescentei meia lata de leite condensado.


E, enquanto a calda esfria e o bolo está no forno médio por 30 minutos, lavar os pratos!
Cozinha suja junto com comida cheirozinha pronta, é o ó!


Bolo pronto, sai do forno!
Detalhe: eu deixei menos tempo do que deveria. Achei que precisaria cozinha um pouco, mas como não conhecia a potência do forno, acabei queimando as bordas antes que estivesse todo bom. Daí, que ficou gostoso, mas um pouco esquisitinho. Ficou ótimo para mim, para o meu café da manhã, mas eu não ofereceria a nenhum convidado o resultado da aventura de hoje, hehehe. Principalmente gente que eu acabei de conhecer...


Dividi o bolo em dois, para caber no prato, e, embora a foto não tenha foco, por dentro ficou assim.


E, com a caldinha por cima, ficou bem bonitinho e gostoso!
Feliz Páscoa!